10 de janeiro de 2018

Dantes era médico






16 comentários:

  1. Respostas
    1. O Prof. João Lobo Antunes foi um homem notável, Joaquim Rosário.
      Que, e eu acompanho-o nesse sentimento, não gostava nada desta novilíngua.

      Eliminar
  2. Simples e brilhante, assim era João Lobo Antunes, um grande português.
    Aquele Abraço, meu amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tive uma rubrica aqui no blogue dedicada aos grandes portugueses vivos (João Lobo Antunes ainda era vivo).
      Adivinhe quem foi um desses portugueses que aqui passou...
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Não pude deixar de pensar no que diria e faria, "João Semana", hoje!:)

    Penso que estas novas terminologias serão derivadas das actuais práticas existentes no 'departamento' da saúde.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta limpeza, este querer parecer mais relevante do que realmente é, tiram-me do sério, Janita.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Oii Pedro tudo bem???
    Conheci João Lobo agora rsrsrs

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João Lobo Antunes foi um grande médico, um grande ser humano, Pamela Sensato.
      Irmão do escritor António Lobo Antunes, dotado de uma inteligência invulgar e de uma cultura imensa, fica como um dos grandes portugueses dos séculos XX/XXI (faleceu em 2016).
      Beijinhos

      Eliminar
  5. :))... Isso mesmo tem acontecido por cá, por tudo que é profissão ! Os exemplos são imensos ! Há uma preocupação dos sindicatos para tentar "dignificar" cada profissão !
    Hoje todos são "técnicos disto ou daquilo". Chega ser caricato ! :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caricato e irritante, Rui.
      Já George Carlin se queixava deste fenómeno nos Estados Unidos.
      Chegou em força a Portugal.

      Eliminar
  6. Consultei-me com Meghan Trainor
    a respeito. Ai deu no que deu...

    Um abraço, meu amigo Pedrão.

    silvioafonso



    .

    ResponderEliminar
  7. Foi um grande médico e além disso um grande homem.

    O que escreveu era o que sentia e subscrevo.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi uma pessoa extraordinária, Fatyly.
      E com uma cultura, uma mundividência, fora do normal.
      Beijos

      Eliminar
  8. A médica substituta do Obstreta que segue a gravidez da filha de uma amiga minha, na primeira consulta a que ela foi para se conhecerem sem qualquer cerimónia ou sensibilidade deu-lhe um aperto de mão e disse: «aviso-a já que só faço partos ás quintas-feiras veja lá qual é a data que lhe dá mais jeito?»
    Eu acho isto a negação de tudo o que eu espero de um médico....
    Bjs Pedro e saudades do João Semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas isso não é uma médica, papoila.
      É alguém que tem o curso de Medicina.
      Coisa substancialmente diferente.
      Bjs

      Eliminar