3 de janeiro de 2018

Aumento do salário mínimo na Venezuela


Uma notícia dada sem os devidos enquadramento e desenvolvimento pode ser muito enganadora.
Dizer que o tresloucado Nicolás Maduro anunciou, com pompa e circunstância, um aumento de 40% do salário mínimo na Venezuela, parece uma notícia extraordinária para o martirizado povo venezuelano.
Afinal o ter ficado privado do famoso pernil de porco natalício não seria tão drástico perante tão extraordinário aumento salarial.
Depois de se perceber que estamos perante um país com uma das mais altas taxas de inflação do Mundo, cuja moeda não tem qualquer valor no mercado internacional, e que os 795.510 bolívares mensais que passarão a ser o salário mínimo nacional equivalem a cerca de 65 euros, afinal a notícia só tem valor pelo continuado ridículo de uma figura patética que condena o povo que governa a viver privado de tudo o que é mais básico (comida, medicamentos, cuidados de saúde, segurança…).
E que justifica o permanente desastre que é a sua governação com o apontar o dedo a terceiros, especialmente na direcção de Washington.
A Venezuela, detentora de uma das maiores reservas de petróleo do Planeta, vê o seu povo ser atingido pelos maiores sacrifícios, viver na miséria, sem qualquer segurança e sem perspectivas de qualquer melhoria enquanto for governada pelo camionista rapidamente convertido em sucessor dinástico de Hugo Chavez.
O mesmo déspota que insiste em culpar os “imperialistas”, conceito tão amplo que engloba os Estados Unidos, Colômbia, Portugal, quem estiver mais a jeito, pela sua absoluta e continuadamente confirmada estupidez.

38 comentários:

  1. Santa ignorância!!

    E a propósito de ignorância. Já leu o último tweet de Trump?
    Em resposta ao “discurso” de Kim Jong-un durante o qual ele diz que tem o botão nuclear na sua secretária, Trump diz que também tem um botão nuclear, maior e mais poderoso e que o seu botão funciona!!
    Tanta infantilidade!!! Que ridículo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tinha lido, Catarina.
      São os meninos a brincar ao a minha é maior que a tua.
      O George Carlin já tinha disso há muitos anos.
      Acertou em cheio!

      Eliminar
    2. Acho que o Carlin, antes de morrer, já sabia que, mais dia, menos dia, isto ia acontecer...

      Abraço e bom ano :)

      Eliminar
    3. Publiquei esse sketch hoje entre amigos no Facebook :))
      Aquele abraço, Bom Ano

      Eliminar
  2. bom dia
    tenho alguns conterrâneos que fizeram fortuna nesse grande país , outros porem se passa-se lá hoje o vouguinha com certeza não exitavam e regressavam á sua terra .
    JAFR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É revoltante, Joaquim Rosário.
      Pessoas que passaram uma vida na Venezuela, alguns que fizeram grandes sacrifícios para terem uma velhice tranquila e o futuro dos filhos assegurado, e que agora não só estão na miséria como vivem diariamente aterrorizados.

      Eliminar
  3. É lamentável as intervenções deste senhor e ninguém consegue correr com ele.
    Um abraço e Excelente 2018.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que o povo o consiga apear, Francisco.
      Bandido alucinado que está a fazer as pessoas viverem na miséria e em constante clima de absoluta insegurança.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Nossas relações com o país setentrional vizinho não estão amistosas.
    Aqui o salário mínimo foi reajustado ao equivalente 4,59 euros.
    Caloroso abraço. Saudações preocupadas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É difícil ter relações amistosas com gente desta estirpe, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Ser absolutamente repugnante.

      Fico surpreso com o valor do salário mínimo no Brasil.
      459 euros não seria muito.
      10 vezes menos?
      É muito pouco.
      Um trabalhador, qualquer trabalhador, tem que ser tratado com respeito.
      Inclusivamente, mas não só, no salário que lhe é pago.

      Aquele abraço

      Eliminar
    2. PS - Peço-vos escusas, porque meu comentário dá margem a tua interpretação.
      Na verdade o salário mínimo vigente aqui - no ano de 2017 - era o equivalente a 245,26 euros.
      O reajuste que foi de 4,59 euros e alterou - com vigência em 2018 - para 249,85 euros, uma quantia irrisória.

      Eliminar
    3. Também achei estranho.
      Assim faz mais sentido.
      Mas, mesmo assim, é uma quantia realmente irrisória.

      Eliminar
  5. Uma triste vida a dos povos subjugados por estes loucos.
    Mundo de extremos.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estes bandidos não me merecem qualquer consideração, Maria Araújo.
      O que me preocupa são os povos que estas bestas tiranizam e exploram.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Ele, Maduro é que sabe o "gado" que tange! Tudo o mais são especulações. Com pernil ou sem pernil nas imagens que cá nos chegam farto-me de ver gajos/as anafadas Q.B. É óbvio que não me revejo nas decisões deste bruto, mas os venezuelano é que tem que lhe dar uma saída e ainda não chegou a hora. Agora dizem que vem o "petro", qualquer dia o "mango" mas o que têm garantido é o pagamento ao fim da semana:- Um "duro e dois pesos"!
    Cumprimentos e um bom ano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. álvaro silva,
      Este sacana, burro que nem umas casas, consegue que um país produtor de petróleo tenha a população na miséria.
      Não é fácil ter tanto talento para o disparate.
      Cumprimentos, Bom Ano!

      Eliminar
  7. Não entendo de politica. Mas acho um exagero, kkk

    Bjos
    Resto de uma boa Quarta-Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os venezuelanos, com as riquezas naturais que o país possui, deviam viver uma vida abastada, Larissa Santos.
      É o oposto.
      Tudo graças a este besunto.
      Bjs (a quarta-feira aqui está mesmo no fim)

      Eliminar
  8. Mais uma vez um ditador ignorante que mantem o povo na miseria quando podiam estar todos a viver uma vida razoavel!
    Nao sei como estes politicos conseguem ficar no poder!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É fácil, Sami - controlam tudo, a começar pelo exército, e assim ficam a salvo do destino que mereciam ter.

      Eliminar
  9. Esse gajo é um atrasado mental. Pena dos que têm de o aturar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou-me nas tintas para o besunto, Mena Almeida.
      Tudo o que de mau lhe acontecer será pouco em relação ao que merece.
      O que me preocupa são os desgraçados que ele tiraniza.

      Eliminar
  10. É com esta triste realidade que os venezuelanos têm que viver.
    Um abraço e Bom Ano.
    Autógrafos Futebol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma vida de trampa, Francisco Emanuel.
      Quando podiam ter uma vida mais que razoável.
      Aquele abraço, Bom Ano

      Eliminar
  11. Surpreende-me é a falta de força dos venezuelanos para o derrubar ! :(( ...
    Curioso que foi um dos países mais procurados pelos nossos emigrantes nas décadas de 40 a 60 e curiosamente, ainda hoje conheço algumas famílias (desses emigrantes) ricas que regressaram em boa altura !
    Conheço também uma família que ainda lá está, que já foi muito rica e hoje está na miséria ! :(

    Abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os tiranos controlam tudo, Rui.
      E, enquanto conseguirem manter esse controlo, é muito complicado apeá-los.

      Quantas serão as famílias que construíram uma vida feita de sacrifícios na Venezuela para, de repente, se verem privadas de tudo?? :(

      Aquele abraço, Bom Ano!

      Eliminar
  12. Volta Chavez que estas perdoado
    abraço
    Kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Chavez é que criou este monstro, Kique.
      Com a diferença que o Chavez ainda conseguia ter carisma e soube aproveitar a alta do preço do petróleo.
      Este ignorante de merd@ rebentou tudo e tem o carisma de uma amiba.
      Aquele abraço

      Eliminar
  13. O Jerónimo de Sousa devia ir para lá pregar a cartilha !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estes são os tais paraísos terrestres que o PCP ainda vai apregoando, João Menéres.
      Os tais paraísos dos quais eles fogem como Maomé do toucinho.

      Eliminar
  14. Respostas
    1. 65 euros no papel, Diana Fonseca.
      Na realidade será ainda menos que isso porque o bolívar nem para limpar o rabo serve e continua a perder valor face a uma inflação que se julga chegará este ano aos 2000%!!!

      Eliminar
  15. here such announcements are made often in past or even in present but when you see in private sector no one keep check that is anyone following the law or not ,situations are scary for poor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. The public sector has to take the first step for the private sector to follow, baili.
      Same thing happens in Macau.

      Eliminar
  16. Seja em qual qual for o nível da vida, designadamente incluindo político, não gosto de intolerantes que exigem ser tolerados na sua própria intolerância. Que quanto ao caso concreto, o caro Pedro já diz muito.

    E mas agora, após minha longa ausência, com presente processo de revisita aos meus ciclos, o mais possível na sua totalidade, leva a que não possa ficar aqui a ver/ler todas as, por si só e sempre, muito interessantes/enriquecedoras partilhas do amigo Pedro. Pelo que com extensão a tudo o genericamente mais que por aqui se partilha, fica o meu grato obrigado por poder contar com o estimado Pedro aí desse outro respectivo lado!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este bandido faz parte daquela galeria de seres humanos desprezíveis que governam países que tiranizam e roubam descaradamente, Victor Barão.

      Eliminar