19 de abril de 2017

Wi-Fi don't go


Já é cíclico, já começa a ser um (mau) hábito - volta e meia, sem quaisquer explicações, o serviço de Internet de banda larga em Macau tem uma camoeca.   
Voltou a acontecer ontem.
Numa cidade que se diz querer ser Centro Internacional de Turismo e Lazer a exploração dos serviços de Internet de banda larga virtualmente em regime de monopólio (onde pára a ansiada concorrência??) tem estas consequências - o serviço prestado tem muito baixa qualidade, não é fiável, não é oferecido em conjunto com outros serviços (telefone fixo, telemóvel, televisão).
A efectiva concorrência, que poderia alterar radicalmente este panorama, tarda a concretizar-se.
Até lá estão-nos reservadas estas péssimas e incompreensíveis surpresas.
Que causam transtornos a todos, que constituem um obstáculo difícil de ultrapassar para quem necessita dos serviços de Internet de banda larga para poder fazer o seu trabalho.
Não basta mudar pessoas, alterar a estrutura de Serviços da Administração.
Se se pretende alterar este panorama terceiro-mundista, que envergonha Macau, é necessária a existência de efectiva concorrência no mercado.
Imediatamente.
Porque ontem ficou mais uma vez provado que vai já sendo demasiado tarde.

22 comentários:

  1. Pois é amigo Pedro sem concorrência torna-se difícil ter serviços de qualidade.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma vergonha para Macau, Francisco.
      E a situação mantém-se teimosamente inalterada.
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. É uma coisa que não lembra ao diabo, Pedro, pelo menos, nos dias que correm.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Terceiro-mundista, Ricardo, infelizmente é exactamente isso.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. É assim, enquanto não houver forte pressão para alterarem as coisas, elas vão continuar...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vira o disco e toca o mesmo, Chic'Ana.
      E cansa, se cansa.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Este é um cruciante problema,que também é recorrente em outras cidades.
    Caloroso abraço. Saudações limitadas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Macau, com o dinheiro que aqui circula, não faz qualquer sentido, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Ainda para mais porque os serviços para além de maus são caros.
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Uóte?? Não acredito! Se ainda fosse aqui neste pedaço acreditava agora no Macau (digo "no" porque os continentais dizem"no" Machico)
    Kis :=}

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Macau, é mesmo em Macau, AvoGi.
      Embora pareça mentira.
      Bjs

      Eliminar
  6. O monopólio é péssimo, mas a concorrência não garante qualidade, infelizmente.

    Bom resto de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se a concorrência não garante qualidade, o monopólio é quase sempre sinónimo de porcaria, São.
      Bom resto de semana, bom regresso.

      Eliminar
  7. Obviamente que a concorrência é benéfica em todos os sentidos. Espero que isso venha a contecer por aí também nesse capítulo !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já devia ter acontecido, Ricardo.
      No papel é assim.
      Na prática é a mesma m...trampa.

      Eliminar
  8. Também já passámos por isso, mas foi há algum tempo atrás. Isso não se compreende num local como esse!!

    Espero que essa situação seja revertida o mais breve possóvel, Pedro.

    Beijinhos cibernéticos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ouvir ontem o CEO da companhia a assumir responsabilidades no sucedido foi quase patético, Graça.
      Assumir responsabilidades?
      Haviam de ser de quem????
      Não quero que assuma responsabilidades, quero que assegure um bom serviço.
      Ontem!!
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Credo! Não imaginava que fosse possível!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma prova que a existência de muito dinheiro não resolve só por si os problemas, Maria do Mundo.

      Eliminar
  10. Todo o sistema de telecomunicações começa a ser posto em causa, um pouco por todo o mundo, Pedro. E não é só a qualidade do serviço que está a ser posto em causa, é também o modelo de negócio. Não faltará muito tempo para que as telecomunicações estejam no centro das disputas eleitorais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O panorama aqui em Macau é inacreditável, Carlos.
      Ouvir a conferência dos responsáveis da CTM foi confrangedor.
      "Assumimos a responsabilidade pelo ocorrido."
      A sério??!!
      E o que é que eu ganho com isso??
      Eu quero é um bom serviço, concorrência, opções.

      Eliminar
  11. Pensei que má qualidade de serviços fosse só no Brasil Pedro.
    Boa semana!
    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A má qualidade de serviços em Macau já vem de longe, Meus Traços e Linhas.
      E é absolutamente incompreensível.
      Com tantos meios técnicos e financeiros ao dispor só mesmo a ausência de concorrência pode explicar uma situação como esta.
      Abraço, boa semana

      Eliminar