7 de abril de 2017

VIDA CONJUGAL


O Corpo de Bombeiros foi accionado.
Um suicida estava querendo pular de uma torre, tava a maior multidão incentivando o cara a descer: 
- PULA !!! PULA !!! PULA !!! 
Quando passou um cidadão que conhecia o suicida e falou:
 - Eu conheço ele, ele é apaixonado pela mulher, chama ela aqui, que tenho certeza que ele vai descer. 
Quando a mulher chegou o bombeiro levou ela o mais perto possível dele para que a mulher pudesse conversar com ele.
 Ela então falou: 
- Desce daí, que eu te botei foi CHIFRE não foi ASA não!

20 comentários:

  1. Depois desta confissão, calculo que ele tenha mesmo saltado rsrsrs

    Beijos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto é um incentivo tão grande que é quase homicídio, Manu :)))
      Beijos

      Eliminar
  2. Queda em forma. Ela que se se apercebia da situação não ia trocar o pozinho.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A gaja era do piorzinho, Agostinho.
      Trai o marido e ainda o incentiva ao suicidio :)))

      Eliminar
  3. :))) assim talvez fosse melhor ele não saltar mesmo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, como dizia um amigo meu depois de ver um colega cair desamparado quase do tecto do ginásio, e perante a aflição do Prof. antes da chegada da ambulância, "não haja dúvidas, o Homem não foi mesmo feito para voar" :)))
      O Prof. quase o matava!!

      Eliminar
  4. Pois...
    Não valia a pena de um passarinho...
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este era mais hastes e menos penas, Majo :))
      Bjs

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Acho que ele terá outra opinião, Maria do Mundo :)))

      Eliminar
  6. Caramba, não havendo misericórdia, que haja decoro...!!! :))

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. ahahah... Sincera e convincente ! rsrs ...

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Tchiiii!!!, grande problema! É que há chifres que sobem tão alto que, mesmo com a ajuda de todos os voluntários do mundo, não há escada que ajude o possuidor de tal toucado. Muito menos a mentora. :)

    Abraço, Pedro :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este não é nada como o da célebre canção "eu sou cornudo mas eu sou feliz", AC :)))
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. Uma vida conjugal plena de emoção ! :))

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não era preciso assim tanta, não é, Fernanda Maria?? :)))
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Respostas
    1. Às vezes a frontalidade pode ser cruel, Carlos :)))

      Eliminar