31 de outubro de 2011

QUÊ?????

















Doação de cão

Fui assaltado ontem à noite.

Entraram na minha casa, e levaram tudo o que puderam.

O meu cão de guarda, o "Boby", não ladrou e nem rosnou sequer.....

Por isso, vou doá-lo.

Não quero mais nenhum cão em casa.

Vou instalar um alarme, que é bem mais seguro e barato......

Interessados... mandar e-mail urgente.

Obs: foto anexa, e não sei se gosta de caracóis....



As melhores frases dos Clientes (Centro de Atendimento ZON TV CABO) (17)


Menina, queria que o meu número não aparecesse nos retrovisores dos outros telemóveis.

As 12 da sogra (5)

5) A sogra do cara morreu. Um amigo perguntou:

- O que fazemos? Enterramos ou cremamos?

- As duas coisas. Não podemos facilitar!


E agora os anos 70 (218)

Esta semana vai ser toda dedicada a uma banda - os Pink Floyd.
Como se trata dos anos 70, só aparecerá aqui a fase pós-Syd Barrett.
Para começar com um tema muito, muito actual.



28 de outubro de 2011

Europe According to...

Europe according to Greeks




Europe according to Britain



Europe according to Germany




Europe according to France




Europe according to Russia



Europe according to Italy

  


Europe according to Turkey



Europe according to US




Europe according to Berlusconi




Bom fim-de-semana!!!

A linguagem (brutal!!) dos objectos





















Teste oftalmológico

1° TESTE

Observe bem essa foto e diga quantas pessoas estão olhando para você.


Aguarde a resposta



2° TESTE

Olhe essa foto e diga o que lhe chamou a atenção.








Resultados:


Se na primeira foto você não viu o rapaz negro entre os dois rapazes sem óculos...acho que tem miopia ou vc é racista!!

E na segunda foto você viu a bunda da garota de vestido rosa e não reparou que era o ombro da garota de camiseta branca... Nem comento!

Consulte um oculista!!!!!

As melhores frases dos Clientes (Centro de Atendimento ZON TV CABO) (17)


Não tenho fax, eu quero é que me envie um fax por carta.

As 12 da sogra (4)

4) Um cara foi à delegacia e disse:

- Eu vim dar queixa, pois a minha sogra sumiu.

O delegado pergunta:

- Há quanto tempo ela sumiu?

- Duas semanas - respondeu o genro.

- E só agora é que você vem dar queixa?

- É que custei a acreditar que eu tivesse tanta sorte!


E agora os anos 70 (217)

27 de outubro de 2011

Esses gajos já morreram todos há uma data de anos!!


Tinha um colega no Colégio que odiava a disciplina de História.
Em boa verdade, não era só História.
Mas havia ali uma aversão especial guardadinha para a disciplina de História.
Assim sendo, sempre que era confrontado com uma qualquer pergunta acerca de um acontecimento histórico, ele respondia - "esses gajos já morreram todos há uma data de anos!!".
Perdi-lhe o rasto depois de termos saído do Colégio.
Até hoje.
Hoje, posso afirmar com um elevado grau de certeza, que deve trabalhar no Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) em Portugal.
E que deve ter sido ele o porta-voz do MNE que minimizou a questão da limpeza heráldica que afectou o Boletim Oficial de Macau anterior a 19 de Dezembro de 1999.
Parece que o estou a ouvir - "O que é que isso interessa? Esses gajos já morreram todos há uma data de anos!!"

Discurso na Assembleia da República

NATAL

REFORMA.....ao que me OBRIGAS!!!

PALAVREADO FORTE, MAS NECESSÁRIO........!!!! .

 
A reforma está nos 65 anos...

Irá para os 67 anos...

Porque não para os 69?

Se temos que ser f.......f......."lixados", ao menos escolhíamos a posição!!!

Ser jovem


Desabafo de um "jovem" com mais de 30 anos:

- Os meus pais querem que eu viva sozinho, mas recusam-se a sair de casa !!!

As melhores frases dos Clientes (Centro de Atendimento ZON TV CABO) (16)


Olhe, só liguei para dizer que se alguém me ligar pode deixar mensagem, porque agora vou desligar o telemóvel.

As 12 da sogra (3)

3) Um homem encontra seu amigo na rua e lhe diz:

- Cara, você é igualzinho a minha sogra, a única diferença é o bigode!

O amigo fala:

- Mas eu não tenho bigode!

- É, mas a minha sogra tem.


E agora os anos 70 (216)

26 de outubro de 2011

Foi um dia porreiro!


Passaram depressa estes (primeiros) 14 anos de casamento.
Muito depressa.
Dizem que é o que acontece quando se está (é) feliz.
E eu acredito que assim seja.
Ainda há bocado estava a dizer sim na Igreja do Carmo e, de repente, já tinham passado 14 anos.
Ontem foi dia de celebrar, de namorar.
Como já estava previsto, fui almoçar com a Tina ao Don Alfonso.

Ficam aqui as imagens e a ligação para quem tiver curiosidade.

Um local requintado, óptimo ambiente, óptima comida e óptimos serviços prestados.
A preços muito razoáveis (1 euro/mais ou menos 11 patacas para poderem fazer contas).
Depois do almoço, fomos passear, namorar um bocado.
Chegou a hora de ir buscar o meu carro que já estava na oficina desde a passada sexta-feira.
Carros europeus em Macau são mesmo um problema sério.
Dão chatices, a assistência técnica não é boa e é cara que mete impressão!
Mil euros??!!!
Repito o que dizia ontem ao responsável da oficina - reparar um carro europeu é mais caro que sustentar uma amante!!
Depois de estar ali à espera duas horas, foi tempo de voltar a casa.
Para a celebração em família.
Jantámos em casa, os quatro, e a minha filha Catarina fez um bolo de chocolate para nós.
Estava delicioso!!
E foi então tempo de ficar a "aboborar".
Com a Tina, a Catarina e a Mariana até serem horas de ir dormir.
Celebração simples, tranquila, sossegada, em família.
É assim que eu gosto.
Acho que não sou muito exigente....
O que é que vocês acham?
Abreijos a todos os que nos deixaram aqui aquelas simpáticas mensagens.

Relatividade


Ao fim da tarde, um ginecologista aguarda a sua última paciente, que não chega.

Depois de 45 minutos de espera, ele supõe que esta já não virá e resolve tomar um gin tónico para relaxar antes de voltar para casa.

Instala-se confortavelmente numa poltrona e começa a ler o jornal quando toca a campainha.
 
É a paciente que chega toda esbaforida e a pedir desculpas pelo atraso.
 
- Não tem importância - responde o médico.

Olhe, eu estava a beber um gin tónico enquanto a esperava. Quer um também para relaxar um pouco?
 
- Aceito com prazer - responde a paciente aliviada.
 
Ele serve-lhe um copo, senta-se na sua frente e começam a conversar sobre banalidades.
 
De repente ouve-se um barulho de chave na porta do consultório.

O médico tem um sobressalto, levanta-se bruscamente e diz:
 
- A minha mulher! Rápido, tire a roupa e abra as pernas!

 
Na vida tudo é relativo...!

À conversa


MORENA: O meu marido hoje mandou-me flores! Já sei que esta noite vou ter que abrir as pernas!

LOIRA: A sério... Porquê?! Não tens uma jarra?!