31 de outubro de 2009

Os nomeados também têm opinião



Tong Io Cheng e Vong Hin Fai começaram bem.
Contrariando a ideia de que os deputados nomeados são uns moçinhos bem comportados, que se movem por intereses muito mais ligados ao respectivo umbigo (a Ilha da Montanha, que é para ser aproveitada com um novo pólo da Universidade, já dá para alimentar os sonhos a muita gente.......e são sonhos que não têm nadinha a ver com o ensino, a formação!), e por uma obediência cega a quem lhes concedeu tamanha honraria, os dois deputados recentemente nomeados decidiram por bem abrir as hostilidades com um puxão de orelhas ao Comissariado de Auditoria.
A rapaziada dos dois Comissariados parece ter estudado pela mesma cartilha.
Numa ânsia incontrolada de mostrar trabalho, sempre que investigam um caso um bocado mais apetitoso, dão à estampa todos os pormenores.
Talvez por terem formação jurídica, os dois deputados supracitados vieram lembrar, juntando-se a muitas outras vozes, aquela coisa aborrecida que é o primado da Lei e o princípio da presunção de inocência.
Numa sessão animada (aqui via Tribuna de Macau http://www.jtm.com.mo/view.asp?dT=330403002 ), Tong Io Cheng e Vong Hin Fai marcaram pontos.

A acompanhar com atenção porque, pela amostra, Tong Io Cheng já pensou o que tinha a pensar e sabe bem que caminhos quer trilhar.

Uma grande paulada

Uma grande paulada para a malta do Jornal do Pau pela referência aqui ao Devaneios.
Aqui http://pauparatodaaobra.blogspot.com/2009/10/virar-de-pagina_29.html
Na minha lista de leituras pela irreverência segura.

30 de outubro de 2009

Ficar para tia


Parece ser esta a triste sina do PSD.
O partido procura um líder credível, e, descaradamente, atira-se ao colo de Paulo Rangel e de Marcelo Rebelo de Sousa.
Já não há vergonha!
Ainda casado com Manuela Ferreira Leite, que anda a fazer figura de "corno manso" de tão caladinha que está, o PSD insinua-se a Marcelo e a Paulo Rangel.
Marcelo diz que não vai para o ringue.
Ainda se fosse para o Palácio de Belém......
Paulo Rangel diz que é fiel a Bruxelas.
Descansadinho em Bruxelas, e queriam que o rapaz se fosse meter naquele saco de gatos!
É quase um insulto à inteligência do fulano.
Paulo Rangel, que tem um futuro político brilhante à sua frente, apesar de estar em Bruxelas, ainda não se esqueceu do "Zé Povinho" de Bordalo Pinheiro.
E lá fez um manguito.
E a "moça casadoira" que é o PSD continua ali abandonada.
Sabe-se que se vai divorciar, que tem um pretendente (Pedro Passos Coelho chega a meter dó...), mas ainda não apareceu aquela paixão arrebatadora, a química irrestível, a atracção fatal.
Não há nenhum militante do partido a precisar de fazer a rodagem do carro?

Talvez não seja má ideia procurar averiguar essa possibilidade.

Tudo bons rapazes


Sim, que raparigas são poucas.
O foguetório das ministras, dá agora origem à depressão 32/5.
É a equipa de Secretários de Estado, os que fazem o trabalho servil mais na sombra (Aqui via Público http://www.publico.pt/Política/jose-socrates-promove-tres-membros-do-seu-gabinete-a-secretarios-de-estado_1407355 ) .
Homens ou senhoras, são fiéis seguidores do visionário líder, e essa é que é a qualidade exigida.

No meio de toda aquela pantalha, há um nome que me deixa perplexo - Vasco Franco.
Mas não era este senhor que acumulava uma série de reformas, que não tinha habilitações literárias (também terá arranjado um diploma ao domingo??), que foi ridicularizado e vilipendiado em mails que circularam abundantemente na Internet, nos jornais, na blogosfera  (Aqui http://sol.sapo.pt/blogs/void2/archive/2008/01/25/Vereador-do-PS_2C00_-reformado_3F002C00_-Vasco-Franco.aspx; e aqui http://instantefatal.blogspot.com/2008/03/reforma-dourada-de-vasco-franco.html ; e aqui http://www.faroldavigia.com/index.php?option=com_content&task=view&id=253&Itemid=1 )?
Foi reabilitado?
E as reformas que acumulava?
Agora acumula-as com o salário de Secretário de Estado?
Novas Fronteiras?
É para rir, não é?
Bem que dizia Jorge Valdano - "Quando ouço dizer que, para se ser um bom jogador é preciso trabalhar, trabalhar, trabalhar, eu só tenho vontade de rir, rir, rir!!"
E a malta deve seguir o conselho do argentino, e, quando vemos estas brincadeiras, rir, rir, rir!!

29 de outubro de 2009

50 anos de Astérix


No dia 29 de Outubro de 1959, Albert Uderzo e Renée Goscinny, o primeiro mestre no desenho, o segundo de "pena afiada", publicavam no jornal "Pilote" as aventuras de uns intrépidos gauleses que, desde então, não pararam de dar pancada nos romanos, beber poção mágica e comer javali, sempre com o bardo amordaçado a um canto.
Personagens e aventuras inesquecíveis foram mais que muitas neste meio século.
De todas, o nome mais feliz que sempre me vem à memória é o do amigo grego, o "Court de Ténis"!
Neste dia, um grande menir para os criadores e os continuadores da obra!!
Sinto-me tão fraquinho Panoramix....

Papa lança disco


Do Correio da Manhã, a notícia de que Bento XVI se prepara para lançar um disco de música sacra moderna, ladainhas e cantos marianos (aqui http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=E04DFFC3-0BC3-4A50-97EE-AD16E0EF578C&channelid=00000021-0000-0000-0000-000000000021 ).

Na edição do Correio da Manhã de amanhã, a notícia, que aqui o Devaneios já conhece, que Mick Jagger se prepara para lançar uma encíclica.
Haja paciência!!

Uma carreira profissional com muito poucos requisitos


Erica Fontes é uma jovem portuguesa, de 18 anos, que afirma que sempre sonhou ser actriz porno (aqui via Correio da Manhã http://www.correiomanha.pt/Noticia.aspx?channelid=00000009-0000-0000-0000-000000000009&contentid=45EC65E0-AE99-49C7-9321-EB47546969BF  ).
Está bem.
Quer dizer, há sonhos e sonhos.
E este nem é difícil de realizar porque nem é preciso saber representar.
E surgiu então o filme "O Diário Sexual de Maria", no qual a jovem é protagonista.
Parece que o argumento é extremamente elaborado......
E a rapariga tem uma cultura geral extraordinária.
Vejam lá que ela até conhece os filmes feitos nos outros países da Europa, como os Estados Unidos e a Espanha!!
Pois, como bem dizia o outro, isto é um problema com os "amaricanos, os marrocanos e os belgicanos"!

Face Oculta


É este o nome dado à operação policial que investiga um novo escândalo de corrupção e tráfico de influências em Portugal.
Viciação de concursos por parte de algumas figurinhas ligadas ao universo autárquico, e de algumas empresas de nomeada (REN, REFER, GALP), é o backgroung deste novo romance.
E são os cromos que estão a ser investigados, não as empresas como ontem se começou por dizer.

Nome mais mediático - Armando Vara, aquele senhor que saltou de deputado do PS, para Secretário de Estado, depois Ministro da Administração Interna, e depois para administrador da Caixa Geral de Depósitos, e daí para a administração do Millenium/BCP, sem que se lhe conhecesse qualquer curriculum na administração bancária.
Aliás, sem que se lhe conhecesse curriculum em coisa nenhuma que não fosse a militância no PS.
Constituído arguido no processo, Armando Vara aguarda pela medida de coacção que lhe será aplicada (aqui via Público http://www.publico.clix.pt/Sociedade/armando-vara-arguido-na-operacao-face-oculta_1407317 ).

Também do univeso socialista, sai um outro arguido, Paulo Penedos, filho do presidente da REN que se afirma arguido por ser advogado da SCI, empresa de Aveiro (aqui http://www.publico.clix.pt/Sociedade/paulo-penedos-confirma-ter-sido-constituido-arguido_1407292 ).
Não deve ser bem por isso....
Mas o nome que surge em maior destaque é o do dono de um grupo empresarial sediado em Ovar, que integra, entre outras  empresas a "O2 - Tratamento e Limpezas Ambientais".
José Godinho, já arguido noutros processos, empresário da zona de Aveiro, é o único detido, até ao momento, de entre doze arguidos (aqui http://www.publico.clix.pt/Sociedade/empresario-jose-godinho-e-o-unico-detido_1407316 ). 
Infelizmente, nada de novo, apenas mais um dos muitos casos, conhecidos, de promiscuidade entre empresários, políticos e familiares de políticos, com pouca vergonha e nenhuns escrúpulos.
O mundo empresarial português continua a viver muito à custa do favor, da cunha, do padrinho, do amigo, do golpe rasteiro apadrinhado por criaturinhas como muito poder e total ausência  de carácter.
E os casos vão-se sucedendo, aparecem novos casos que fazem esquecer os anteriores, sem que estes tenham tido qualquer andamento visível (o Freeport, o BPN, a TVI, a Casa Pia,....vão ficando esbatidos, esquecidos).
E fica também a sensação que aparecem em momentos cirurgicamente escolhidos.
A investigação da PJ ainda não estava concluída antes das eleições, legislativas e autárquicas, ou os dados agora conhecidos não dava muito jeito que fossem revelados antes??
A dúvida fica.
Responda quem saiba.
Ou quem queira.

O Rei fez a barba!


Notícia bombástica, em rigoroso exclusivo, aqui do Devaneios.
Juan Carlos fez a barba por ocasião da visita oficial do Presidente da República, Cavaco Silva, a Espanha!
O Devaneios sabe que Maria Cavaco Silva se terá recusado, atecipadamente, ao beija-mão real se o Rei não fizesse a barba primeiro.
Qual padeira de Aljubarrota, Maria Cavaco Silva obrigou o Rei de Espanha a vergar-se, salvo seja, e desistir do seu look George Michael.
"Eu e o meu Aníbal nunca gostámos de barbudos", terá dito Maria Cavaco Silva ainda antes de passar a fronteira.
E Juan Carlos teve de mandar comprar uma Gillette, por exigência da primeira dama portuguesa, e no intuito de evitar um incidente diplomático de inimagináveis proporções.

Grande Maria!
Olivença é nossa!!
O que é que terá acontecido para Juan Carlos andar em público com aquele aspecto de pedinte?
Seria acne??

O Rei de Marrocos não lê o Corão?


Afinal não são só os católicos que não lêem a Bíblia, como recentemente tão bem acusou o inefável José Saramago.
A julgar pelas notícias que chegam de Marrocos, Mohammed VI, monarca marroquino, que é também o responsável pela protecção da fé islâmica no seu país, também não lê o Corão.
Muito menos conhece a lei islâmica, a Sharia.
O que vale é que vai tendo uns assessores que lhe chamam a atenção para pequenos lapsos, como seja o caso de ser investidor, através da empresa ONA, na Macau Legend, cuja figura de proa é o empresário de Macau David Chow.
Ora, sendo que a Macau Legend detém o casino Babylon, situado na Doca dos Pescadores, e a Sharia proíbe o investimento na área do Jogo, foi um acto, quase que se podia afirmar de revelação divina, que o monarca marroquino se tenha apercebido de tal proibição de modo a colocar o rabinho de fora do negócio rapidamente.
Os mais mal intencionados até se poderiam interrogar acerca do porquê de tal revelação divina se ter manifestado exactamente quando a Macau Legend se vê em apuros financeiros e a Doca dos Pescadores viu negada a autorização para ser listada na Bolsa de Valores de Hong Kong.
Mas não foram essas razões que levaram o monarca marroquino a abandonar o barco.
Um Rei lá tinha um procedimento desses!
Pior, ia justificar a sua actuação com motivações religiosas, códigos de ética, se isso fosse mentira?
Andava muito distraído, não andava a ler o Corão, estava um bocadinho equivocado com a Sharia.
Agora já está tudo esclarecido e o Rei já pode ir relaxadamente fumar o seu narguilé.

E depois atacam o Cardeal por avisar as senhoras para não confiarem muito nestes tipos....
Deixem-me dar uma ideia.

Devolvam-lhe o investimento em camelos!!



28 de outubro de 2009

Ainda o Tratado de Lisboa



Quando, depois do sim irlandês, se pensava que a entrada em vigor do Tratado de Lisboa era apenas uma questão de tempo, surge o Presidente da República Checa, Vaclav Klaus, a colocar mais um obstáculo no caminho da ratificação e entrada em vigor do tratado.
Vaclav Klaus, um eurocéptico, resolveu demonstrar a sua oposição ao caminho de integração que a União Europeia vem seguindo, jogando em dois tabuleiros simultaneamente.
Se, no plano europeu, reafirma a sua veia nacionalista, fortalece essa afirmação no plano interno ao exigir que seja incluída na Carta dos Direitos Fundamentais uma cláusula de excepção que isenta os checos de indemnizarem ou cederem terras aos 2,5 milhões de alemães expulsos da região dos Sudetas em 1945, na sequência dos decretos Benes, nome do presidente checoslovaco à data, Edvard Benes.
Sendo altamente duvidoso que esse perigo existisse, Vaclav Klaus sempre poderá clamar vitória numa batalha, apesar de, no final, perder a guerra e ter de ratificar o Tratado de Lisboa tão a contragosto.
Enquanto o Parlamento checo aguarda impaciente pela decisão de Vaclav Klaus e do Tribunal Constitucional, na vizinha Eslováquia, o primeiro-ministro Robert Fico, resolveu imitar o Presidente checo e exigir uma cláusula semelhante para proteger igualmente o seu país.
Isto apesar de a Eslováquia já ter ratificado o Tratado de Lisboa.
O carácter de organização supranacional ainda não foi assimilado dentro da União Europeia, e questões nacionais, e nacionalismos, continuam a intrometer-se no caminho da integração política.
A questão europeia "vende pouco" a nível interno para os políticos europeus.
A grande maioria dos cidadãos europeus continua alheia à dimensão política da organização, olhando apenas para a vertente económica.

Sensíveis a esse facto, os líderes europeus vão-se entretendo em questões de chicana política interna e, com esse procedimento, vão adiando a concretização da integração política enquanto vão "costurando uma União Europeia su misura" e utilizando o processo de integração europeia como instrumento de luta política, e de auto-promoção internas.


Pellegrini se va fuera el Madrid?




O treinador chileno do Real Madrid, Manuel Pellegrini, deve ter as malas feitas para ir passar o Natal longe de Espanha.


Já não bastava o mau ambiente que se vinha sentindo lá para os lados do Santiago Bernabéu, a derrota em casa com um Milão nada consistente a meio da semana, seguida de um empate com o Gijon no fim-de-semana, os galácticos ontem, em jogo da Taça do Rei, foram humilhados por uma equipa da II divisão B, o terrível Alcorcón.


4-0 foi o resultado final do jogo.


E o Real apresentou-se com uma série de jogadores que fariam sonhar muitas equipas - Raúl, Van Der Vaart, Guti, Granero, Benzema (aqui via Maisfutebol http://www.maisfutebol.iol.pt/desporto/real-madrid-alcorcon-taca-do-rei/1098848-4062.html).


Florentino Pérez insiste nas vedetas de revistas cor-de-rosa, em pop stars, secundariza a vertente desportiva, e prevejo tudo de mau para este Real.


E não é por causa de bruxarias.


O mal está dentro do clube, não no bruxo de Fafe, ou algum seu sucedâneo espanhol.


Quam vai pagar as favas é Pellegrini, o qual, em abono da verdade, também nunca foi comandante para aquele navio.


Mas o treinador nem interessa.


O que importa são as estrelas que vendem, a imagem, a publicidade, o glamour.


Vamos falar de futebol?


Dunga leu o Devaneios e convocou Hulk para dois jogos particulares que a selecção brasileira irá realizar em Novembro, com a Inglaterra e Omã (aqui também via Maisfutebol http://www.maisfutebol.iol.pt/fcporto/hulk-brasil-seleccao-luisao-ramires/1098740-1304.html).


O Fernando fica para a próxima?


Ok, tá falado!








Um cretino é um cretino










































E um bovino é um bovino.









E um caprino é um caprino.









Um ovino, um ovino.









E o Areias, é um camelo,









Tem duas bossas,









E muito pelo.









E, no futebol português, dizem-se coisas assim mais tipo pois.









Razão tinha aquele que dizia que o outro, quando está calado, é um poeta.









E depois havia também aquele outro que dizia que "vocês sabem bem de quem é que eu estou a falar...".

27 de outubro de 2009

Steve Wynn, he is unique!











Steve Wynn é mundialmente famoso pela originalidade que empresta a todos os seus projectos.




O magnata de Las Vegas, que não se cansa de surpreender, agora excedeu-se.




Ele é o homem que não gosta de Obama!




Numa entrevista na passada semana (aqui via Las Vegas Sun http://www.lasvegassun.com/news/2009/oct/26/obamas-way-means-lights-out-vegas-wynn-says/) Steve Wynn criticou a governação de Obama, chegando ao ponto de afirmar que o ambiente negocial é mais livre na China.




Maior originalidade que esta é realmente impossível!!




O Mundo ainda não se refez do júbilo e do espanto que a atribuição do Prémio Nobel da Paz a Obama causou, e Steve Wynn vem dizer que o laureado está a levar a América para o abismo e que pretende apagar as luzes em Las Vegas.




Se o Soares o apanha!!




Se ainda restassem dúvidas, Steve Wynn agora dissipou-as.




Ele é o tipo mais original do Mundo.




O homem que não gosta de Obama.




O que são o The Mirage, o Treasure Island, o Bellagio e o Encore ao pé de uma bomba destas?








Dois jogos de castigo para Aimar?







Depois de ver as imagens do jogo Benfica - Nacional da Madeira fico curioso para ver qual vai ser a reacção da Liga à habilidade de Aimar que está na origem da grande penalidade que resulta no terceiro golo do Benfica.



Se a memória não me atraiçoa, na época passada, por causa de um lance igual, no jogo Porto - Benfica, Lisandro López ficou a descansar dois jogos por "comportamento anti-desportivo", ou coisa que o valha.



E foi castigado com base em imagens televisivas muito menos nítidas do que as que acabo de ver.



As leis não foram alteradas, pois não?



Ricardo Costa, e a Comissão de Disciplina, ainda mantêm os mesmos critérios?



Se assim é, e espero que seja para sabermos com o que é que contamos, dois jogos de castigo para Pablo Aimar, se faz favor.



Aqui, a situação não é "ou há moralidade, ou comem todos".



É antes, se há moralidade comem todos!



Castigos com base em imagens televisivas têm estes quês.....



E, para os que já me estão a roer na pele, sim, o Bruno Alves também merece ficar na bancada, mas parece que não pode (aqui via Record http://www.record.pt/noticia.aspx?id=a24ad44e-405e-4150-9fe7-35f5da88b503&idCanal=00000017-0000-0000-0000-0000000000170).

26 de outubro de 2009

Que é isso que guarda na sacristia Sr. Padre? São armas, meu filho, são armas




Uma notícia perfeitamente hilariante. Eu arriscaria divinal!! Perceberam o trocadilho nada subtil?


O pároco de Covas de Barroso, Boticas, Vila Real, foi detido, no final da eucaristia matinal, acusado de tráfico de armas.


Quando a GNR de Chaves realizou uma busca na residência do pároco, deparou-se com um verdadeiro arsenal bélico.


Os populares confirmam que o detido, de 74 anos de idade, é um homem agressivo, violento até, e que era há muito conhecido o seu gosto por armas.


Mas não era para caçar pardais, e não era de fisgas, que o padre Fernando Guerra gostava!


Armas e explosivos faziam mais o seu género, ele que é suspeito de ser o líder de um grupo que se dedicava ao tráfico de armas. (a notícia aqui via Correio da Manhã http://www.correiodamanha.pt/noticia.aspx?contentID=C4F01071-A416-42B6-9193-5C8CB560DEA2&channelID=00000010-0000-0000-0000-000000000010).


E agora digam-me que Portugal não é um país divertido, que é uma sensaboria.


As fontes do Devaneios garantem que o padre Fernando Guerra, quando foi interceptado pela GNR na sacristia da igreja, vestia um poncho, usava chapéu, tinha uma cigarrilha pendurada ao canto da boca, e repetia, na direcção de uma fotografia de José Saramago pendurada na parede - Go ahead! Make my day! (Fernando Guerra sempre misturou o Clint Eastwood de " Dirty Harry" e de " The Good, the Bad and the Ugly")




Sócrates em Belém II


Tomou posse o XVIII Governo Constitucional.

Se se verificar um panorama semelhante ao que acontece no cinema, teme-se o pior.

À excepção da magnífica saga de "O Padrinho", o que é normal é que as sequelas sejam bem piores que os originais.

Se o primeiro Governo de Sócrates não deixa saudades, o que agora toma posse também não suscita grandes expectativas, muito menos entusiasmo.

Os discursos de circunstância que marcam estas ocasiões tiveram uma novidade apetitosa.

Cavaco Silva aproveitou para mandar uma bicada em Soares (Cavaco não lhe perdoa os tempos das "forças de bloqueio") e, simultaneamente, deixar o recado a Sócrates.

Quando Cavaco diz que sabe bem o que é enfrentar dificuldades enquanto líder de um Governo minoritário, e promete que não as vai criar a Sócrates, não só volta a censurar Mário Soares, como está a avisar Sócrates de que sabe muito bem como lhe fazer a vida num inferno. (O discurso de Cavaco aqui via Jornal de Negócios http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS&id=392917).

Cavaco, que continua a mostrar o seu hipotético desdém pela política, que afirmou que não são motivações políticas que o movem, cada vez mais se deixa envolver em politiquice.

E cada vez mais faz passar a ideia que não perdoa a quem lhe cria problemas.

Com Cavaco, a vingança é um prato que se serve frio, quente, morno,.....o que se revelar mais adequado e mais apropriado no momento.

As fontes do Devaneios garantem que ouviram Sócrates segredar a Santos Silva "Assim não é porreiro, pá!"


Cimeira da ASEAN




Terminou em Hua Hin a 15ª cimeira da ASEAN (Asean Summit).


Este encontro reúne os Chefes de Estado dos 10 membros, juntamente com as nações que possuem o estatuto de observadores,e com as quais se vêm estabelecendo relações de proximidade mais intensas.


Aos 10 estados membros (Brunei, Myanmar, Indonésia, Filipinas, Tailândia, Singapura, Malásia, Vietname, Laos e Cambodja), juntam-se a China, o Japão e a Coreia do Sul (ASEAN+3), e ainda a Austrália, a Índia e a Nova Zelândia (que, com os estados-membros da ASEAN, a Coreia do Sul, o Japão e a China constituem o ASEAN Economic Forum).


É a resposta do bloco Ásia e Australásia, aos blocos formados pela União Europeia e os Estados Unidos.


E é nestes três blocos que se jogam as grandes traves mestras da política mundial nos dias de que correm.


Não, eu não me estou a esquecer do Mercosul, mas a grande concentração de poder (económico, político, militar) encontra-se nestes três blocos.


A cimeira que agora findou foi um mero seguimento das anteriores.


A Asean Summit é, acima de tudo, um espectáculo mediático destinado a anunciar formalmente, e com a presença das mais altas figuras políticas dos estados membros, as decisões que se tinham conseguido atingir em intensas negociações de bastidores e com base no princípio fundamental de cooperação existente no organismo - o consenso.


E esse anúncio formal centrou-se em três vertentes fundamentais (que não são propriamente notícias bombásticas, antes a confirmação do que tem sido a evolução da instituição nos anos mais recentes):


A adopção formal de uma Carta de Direitos Humanos;


O compromisso de constituir uma comunidade económica até 2020;


Um intensificar dos laços económicos com a China.


O primeiro anúncio é o que mais surpreende, especialmente quem não conhecer a realidade da instituição.


A adopção da Carta de Direitos Humanos, já há muito que vinha sendo anunciada e é, acima de tudo, uma maneira de colocar pressão no governo de Myanmar e de, ao mesmo tempo, apaziguar os ânimos no plano externo à instituição.


Para a sua adopção formal, para além da vontade dos estados-membros, dois pontos foram essenciais - a nova política americana de diálogo com a junta militar, e não só as sanções puras e duras; a intervenção da China como mediador.


Mas qual é o efeito prático da adopção da Human Rights Charter?


Zero!!


A ASEAN continua a não ter um mecanismo que lhe permita punir violações dos estados-membros aos tratados fundamentais, o que faz com que estes sejam meras formalidades.


Soft power em todo o seu esplendor!


A constituição de uma comunidade económica em 2020 vem sendo afirmada desde a cimeira de Bali nos anos 80 do século XX.


E vai continuar a ser uma bandeira a agitar até à sua concretização.


Novidade maior será o intensificar dos laços políticos e económicos com a China.


Era uma tendência que também já se detectava, que é assumida formalmente, e que se traduz em "win-win situation".


A China alarga a sua influência, política e económica, à zona do sudoeste asiático e também, indirectamente, à Austrália e Nova Zelândia.


A ASEAN consegue o apoio formal da grande potência emergente e o acesso priveligiado a um mercado imenso ao qual até a prendem certas afinidades políticas e sociológicas (o consenso, a harmonia, o conceito de "face", o pensamento confuciano).


Ainda assim, o primeiro-ministro tailandês Abhisit Vejjajiva terá resumido de forma muito feliz os resultados alcançados ao falar em evolução tranquila (aqui através da Voice of America http://www.voanews.com/english/2009-10-26-voa4.cfm).


E esse tem sido o paradigma institucional da ASEAN desde a sua criação.


E não é um quadro que os estados - membros queiram alterar porque é só com este que se sentem confortáveis.






25 de outubro de 2009

FCPorto - Académica, um jogo muito especial







Este é o jogo que eu mais odeio no calendário do futebol português.



Os jogos entre o Porto e a Académica deixam-me profundamente dividido e angustiado.



Sou adepto dos dois clubes e são amores eternos.



Este ano, e este jogo, é especial.



Jesualdo Ferreira completa 150 jogos como treinador do Porto, número que não é fácil de alcançar em Portugal.



Confesso que, quando foi contratado ao Boavista, pensei que não aguentasse nem 15!



Do outro lado, a Académica vai estrear André Villas Boas naquela que vaticino ser uma carreira de sucesso.



Espero não me enganar com ele como me enganei com Jesualdo....



A Briosa precisa de pontos para sair da situação em que se encontra e seguir até ao meio da tabela, que é o seu lugar natural.
Em grande destaque, fica uma foto de Vasco Gervásio, o "Bitetas", falecido este ano, e que foi um dos jogadores preferidos do meu pai.
Uma homenagem para ele no dia do seu aniversário.
O Dr. Vasco Gervásio comandava o meio-campo-, era inteligente, jogava de cabeça erguida, fazia passes teleguiados, era elegante.
Dentro e fora do campo.
E, como era tradição, jogava e estudava.
Eram assim os "Pardalitos do Choupal".
Licenciou-se em Direito e era dos que dava razão ao José Viana no "Zé Cacilheiro" - "Outros tempos, outra gente, outra alegria!"



O Porto precisa de pontos para não deixar fugir os rivais, sobretudo um Benfica muito sólido esta época.



As goleadas impressionam-me pouco.



O que me impressiona mais é a solidez da equipa e a sensatez do treinador, algo que nos últimos vinte anos não se tem visto regularmente no estádio da Luz.



O homem não tem dotes de oratória?



Mas foi para isso que o contrataram??



O Sócrates tem excelentes dotes de oratória e não acredito que fosse grande treinador de futebol!



Nem primeiro-ministro, quanto mais treinador!



Por quem é que eu vou torcer?



Não podem ganhar os dois? Só desta vez......



24 de outubro de 2009

Quique firma con el Atlético Madrid


Esta quase não constitui notícia de tão previsível que era nos últimos dias.

Quique Flores, que tão más memórias deixou aos benfiquistas, é o novo treinador do Atlético de Madrid. Aqui via Record http://www.record.pt/noticia.aspx?id=edd9f791-207c-403d-96a0-d4a52989ad67&idCanal=00000044-0000-0000-0000-000000000044

Tinha aqui escrito, depois dos "quatro em Chelsea", que ia haver revolução lá para as bandas do Vicente Calderón.

Tinha que ser.

Abel Resino nunca conseguiu pegar na equipa, nunca conseguiu tirar proveito do quadro de jogadores de que dispõe (como é que é possível o Atlético não ter um único golo marcado na Champions quando tem Aguero, Fórlan, Simão?), nunca conseguiu empatia com a aficción.

Chega agora Quique Flores e nada de precipitações.

Quique Flores conhece o futebol espanhol, conhece o mercado espanhol, e, pelos vistos, tem um Código e tudo!

O seu problema no Benfica foi o Benfica jogar em Portugal e Quique se ter esquecido desse pormenor.

Ok, houve mais, mas não dava para brincar como esta deu, não é?

O Quique Flores do Atlético vai ser diferente do que esteve no Benfica.

Arrisco que mais próximo do que esteve em Valência.

Más notícias para o Porto porque prevejo que o Atlético que vai enfrentar o Chelsea, e depois o Porto, não vai ser aquela equipa amorfa e perdida que se tem visto até agora.

Espero é que a transformação não seja suficiente e atempada para mudar o curso normal do Grupo.

Vamos lá ganhar a Chipre e ver se o Chelsea volta a dar uma ajudinha.

A partir daí, o Atlético até pode começar a funcionar que ainda dará um bocado mais de salero ao excelente campeonato espanhol.
E até tem lá o Reyes para o Quique ralhar com ele!
Já terá comprado mais algum carro??!!

Liberdade de expressão


Eu sei que estou a pisar terreno minado.

Mas o tema merece que se corra o risco.

Continuando com uma linguagem bélica, a BBC está debaixo de fogo cerrado desde que Nick Griffin, líder do British National Party (qualquer semelhança com Le Pen e a Frente Nacional não terá sido mera coincidência...) usou o programa Question Time para produzir comentários profundamente racistas (aqui via BBC News http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/politics/8321683.stm).

Num programa que foi sintonizado, no seu pico de audiência, por 8.2 milhões de espectadores, alguma hipocrisia é fácil de detectar quando, na sequência do mesmo, se levanta um coro de protestos porque o sujeito é um execrável racista que não devia ter tempo de antena, muito menos numa estação pública de televisão.

Só consigo concordar com o facto de o figurão ser um racista execrável.

Este cartão de visita, sobejamente conhecido, seria motivo suficiente para sintonizar outro canal, eventualmente fazer um pouco de zapping pelas milhentas alternativas disponíveis.

Mas o que a rua está a pedir é algo que se me afigura muito grave - calar a criaturinha, mais a mais porque está a falar numa estação de televisão pública.

Precisamente por se tratar de uma estação pública é que eu fico mais assustado com estas ideias....

Uma estação privada terá outra latitude nos seus critérios editorias.

Querer censurar alguém, por maiores que sejam as barbaridades que a pessoa diz e pensa, numa estação pública, entra no domínio inquisitorial.

E isso é muito perigoso.

Quem vai definir critérios do que é, ou não, tolerável?

Quem serão esses modernos censores?

Por mais asqueroso que seja o personagem e as suas ideias, que o são neste caso, continuo a preferir que as exponha livremente.

Não quero é que seja vitimizado e objecto de simpatias em virtude dessa vitimização.

Depois de deixar claras as suas ideias, acredito na inteligência e na sensatez das pessoas para lhe darem a importância que merece.

Com estas polémicas, só se está a conseguir prolongar-lhe um precioso tempo de antena grátis.

Não estará o feitiço a virar-se contra o feiticeiro, como tantas vezes acontece?




A encruzilhada de Paulo Rangel


O estado maior do PSD já decidiu.

Vão ser realizadas eleições internas no partido para escolher a futura liderança.

E o líder vai ser Paulo Rangel.

Onde é que eu já ouvi isto? Nunca organizar umas eleições antes de se saber quem é que as vai ganhar?

Ah! pois, não interessa....

Pedro Passos Coelho já assumiu a sua candidatura, mas também já percebeu que o partido, e a actual liderança, vão fazer de tudo para que não tenha quaisquer hipóteses de vitória.

E fica o preferido Paulo Rangel confrontado com um problema muito sério.

Já não lhe bastava ter que abdicar do seu lugar de eurodeputado para, eventualmente, tomar conta do partido, Paulo Rangel sabe que, com a benção da actual liderança, a sua candidatura sai fagilizada.

Dentro do partido e aos olhos da opinião pública.

Mais do mesmo, apenas com uma cara diferente, será o que os outros partidos, e Pedro Passos Coelho, irão imediatamente argumentar.

Mas Paulo Rangel não tem "aparelho"dentro do partido.

Para ser eleito, precisa do "aparelho" de Manuela Ferreira Leite.

Como desatar este nó górdio?

Aí está a explicação para a ponderação, o direito à ponderação, o tempo para ponderar de que tanto fala Paulo Rangel.

Entretanto, e com alguma malícia à mistura, a actual liderança do PSD vai apreciar o Orçamento e o Programa do Governo.

Paulo Rangel, ou outro qualquer líder, quando forem eleitos, já têm a agenda, nos tempos mais próximos, fortemente condicionada.

Sem dúvida, o laranja português tem uma matiz cada vez mais negra.

Cumprir a lei é uma chatice. Mas tem de ser....


Na sequência do monocórdico espectáculo que foi a abertura do ano judicial, continuam a ouvir-se vozes a comentar o tema punjente e controverso que é o uso da língua portuguesa nos Tribunais da RAEM.

Tenho de confessar a minha perplexidade.

E é dessa perplexidade que nasce o título deste post.

Realmente, confesso que seria bem mais interessante, e muito mais fácil, poder roubar impunemente um qualquer banco, e, assim, não precisar de trabalhar para ter garantida uma vida faustosa para mim e para a minha família.

Mas não posso, não é?

É que há uma norma que me proíbe de roubar.

E eu estou a referir-me a uma norma jurídica, não a uma norma religiosa, que essa também existe mas não está agora em causa.

Quem se deu ao trabalho de ler o que escrevi até aqui, deve estar agora a pensar indignado - "mas este gajo é parvo? Então ele está a querer insinuar que era porreiro poder violar a lei?"

E eu concordo inteiramente com essa indignaçao.

Podem então, por favor, explicar-me porque é que se continua a discutir a possibilidade de violar a lei no que diz respeito à utilização da língua portuguesa nos Tribunais?

É que essa utilização resulta de normas consagradas na Declaração Conjunta e na Lei Básica, as bases legais (constitucionais, ou para-constitucionais) do princípio "um país, dois sistemas".

E será assim até, pelo menos, 2049.

A menos que haja aí algumas almas penadas que queiram alterar o sistema constitucional vigente, que raio de sentido faz esta discussão bizantina?

Na eventualidade de haver realmente quem advogue essa alteração constitucional, nada que me deixasse surpreso..., convém ter em mente que a Declaração Conjunta é um tratado internacional, celebrado entre dois Estados soberanos, e depositado nas Nações Unidas.

E volto ao título do post - Cumprir a lei é uma chatice, não é? Mas tem que ser.....

Então, pergunto eu, a batalha que tão ilustres figuras continuam a travar, no sentido de afastar a utilizaçao da língua portuguesa nos Tribunais, não terá uma dimensão profundamente quixotesca?

23 de outubro de 2009

Sócrates 1 - Chui 0


Está aí apresentado o elenco do XVIII Governo Constitucional (os nomes aqui via TSF online http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=1398341#).

Nada de muito excitante, não há grandes novidades, nenhum "golpe de asa", apesar de Sócrates tentar alguma imprevisibilidade.

Na realidade, o aparelho do PS das últimas duas décadas, está ali todinho representado, directamente ou por interposta pessoa.

Cinco senhoras, e oito novos ministros, não trazem, ainda assim, grandes alterações.

Previsivelmente, os muito contestados Jaime Silva (Agricultura), Maria de Lurdes Rodrigues (Educação) e Mário Lino (Obras Públicas), não foram reconduzidos.

O que é que acontecerá com a reforma educativa (eufemismo para designar avaliação dos professores), e o TGV, com a saída dos ministros que eram as caras deste projectos?

Provavelmente, nada de susbtancialmente diferente.

Sócrates ganha fôlego com a substituição dos ministros, mas a política deverá ser a mesma.

Os erros do Governo, nas áreas das Obras Públicas e Educação, foram fulanizados nos ministros das respectivas tutelas.

Para ajudar, os dois ministros em causa eram perfeitamente baços e apresentavam um ar de vítimas antes do tempo.

Os cordeirinhos foram imolados e o arraial continua imperturbado.

Curiosidade para ver o que vai fazer o ardiloso Santos Silva na pasta da Defesa.

Mais submarinos a caminho?

Por Macau, apesar dos palpites que por aí vão aparecendo, nada de novidades acerca do novo Governo.

A busca de consensos e harmonia, para futura submissão de nomes consensuais e harmoniosos a Pequim, parece estar a ser um parto algo complicado.

Será assim, ou estará tudo mais do que decidido mas só será anunciado lá mais para Dezembro, tipo prendinha do Pai Natal?

Liga Europa











Quase tudo bom na noite europeia de ontem.




O Benfica continua a entusiasmar.




A grande diferença, relativamente a um passado recente, é que há uma muito maior cautela, sobretudo do treinador, para não entrar naquela espiral de euforia, seguida de depressão.




Grande exibição ontem, sobretudo na segunda parte, e Jorge Jesus a aconselhar calma ("somos só uma boa equipa") aqui via Maisfutebol http://www.maisfutebol.iol.pt/vodafone-benfica/benfica-everton-liga-europa-uefa-maisfutebol/1097712-4928.html.




A realidade é que jogadores como Aimar (a dúvida continua a ser a condição física), Saviola, Cardozo e Di María (jogo excepcional!!), estão claramente transformados e, consequentemente, valorizados.




Se não houver nenhum cataclismo pelo caminho, e com as cautelas e a temperança de Jorge Jesus não acredito que isso aconteça (quando se tem consciência de que génios há poucos, e se conhecem as próprias limitações e as daqueles que se comanda, as coisas até parecem fáceis....), a próxima fase terá ficado garantida.




Idem para o Sporting.




Titubeante na Liga Sagres, o Sporting conta por vitórias os jogos até agora realizados na Liga Europa.




A equipa de Paulo Bento não exibe um jogo bonito, não entusiasma, mas é eficaz q.b. Aqui via Maisfutebolhttp://www.maisfutebol.iol.pt/sporting/sporting-ventspils-liga-europa-joao-moutinho-miguel-veloso-maisfutebol/1097759-1457.html




Em Alvalade, o público ainda não percebeu que, com Paulo Bento e as claras limitações que a equipa exibe, não se pode pedir "pão e circo".




A estratégia deste Sporting, que já vem delineada há muitos anos, passa pela contenção financeira, equilíbrio orçamental, aposta na formação.




Dentro do campo, a equipa é a imagem do treinador enquanto futebolista - não deslumbra, mas vai ganhando.




E fica a ideia que Miguel Veloso está a crescer, como homem e jogador, e que o grande responsável por esse crescimento é Paulo Bento.




O Sporting pode direccionar a atenção para outras competições que os dezasseis-avos-de-final da Liga Europa estão garantidos.




O Nacional da Madeira tem o caminho oposto também quase garantido.




Com a derrota em Bilbau, o afastamento da próxima fase terá ficado definitivamente sentenciado. Aqui também via Maisfutebol http://www.maisfutebol.iol.pt/desporto/cronica-nacional-at-bilbao-liga-europa-grupo-l-resultados/1097716-4062.html




Uma equipa inexperiente nestas andanças, pagou a factura dessa inexperiência, perante uma outra mais matreira e que disputa um campeonato mais competitivo.




Era fácil prever que o trajecto dos madeirenses ia ser complicado.




Alie-se à já apontada inexperiência um sorteio aziago, e muito dificilmente se poderia pedir melhor a Manuel Machado e aos seus jogadores.




Na Madeira há um jogador que vale a pena seguir, e que consta estar a caminho do Benfica, Ruben Micael de seu nome.




Com estes resultados, a situação de Portugal no ranking da UEFA, não é famosa (http://www.maisfutebol.iol.pt/vodafone-geral/ranking-uefa-ranking-coeficiente-portugal/375519-4931.html).




O Porto, o Benfica e o Sporting têm de se portar muito bem esta época para desanuviar o ambiente que está um bom bocado pesado.

Gato Fedorento esmiúçam Marcelo Rebelo de Sousa


Sensacional!

É assim que se pode qualificar a prestação de Marcelo Rebelo de Sousa neste exame complicadíssimo.

Nota 20 para o Professor!

Ricardo Araújo Pereira não escondeu a sua admiração pelo entrevistado, realmente uma personalidade fascinante.

Uma mente brilhante, uma energia electrizante, uma alegria contagiante.

Sou só eu que acho que está aqui um óptimo, divertido, prestigiado e prestigiante, Presidente da República?